PF deflagra 3ª fase da Operação ‘Desvia’ e cumpre mandados na região

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (9/7) a terceira fase da Operação “Desvia”, que apura a suspeita de crimes de fraude em licitação, de corrupção e de desvio de recursos públicos federais, na contratação de obras para a construção de Unidades Básicas de Saúde para o município de Barbacena, que se deram na gestão 2013-2016.

Policiais federais dão cumprimento a 15 mandados judiciais de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara Federal de São João Del Rei/MG, nos municípios mineiros de Barbacena, Belo Horizonte e Itatiaiuçu. Estão participando da deflagração 65 policiais federais, além de 10 auditores da Controladoria Geral da União e 7 auditores da Receita Federal do Brasil.

As investigações apontaram que recursos federais foram disponibilizados pela União e estavam disponíveis para o município de Barbacena, que celebrou o contrato com a construtora investigada, vencedora do processo licitatório. Ela deveria ter edificado Unidades Básicas de Saúde (UBS) nos Distritos de Pinheiro Grosso e Torres e nos Bairros Santo Antônio, Monte Mário e Santa Luzia. Porém, as obras permanecem inacabadas e abandonadas. O valor do Contrato de Empreitada era de R$ 2,7 milhões, após reajuste de 16% aprovado em agosto de 2016.

Em sede de prestação de contas, a Prefeitura de Barbacena informou que concluiu com a terceira colocada no processo licitatório as tratativas para que as obras das UBS acima citadas sejam retomadas. No entanto, a terceira colocada também está sendo investigada por ter deixado obras inacabadas no mesmo município, tendo sido, inclusive, alvo de medidas de busca e apreensão na segunda fase da Operação “Desvia”.

Se forem condenados, os investigados poderão cumprir até 28 anos de reclusão.

Fonte: Polícia Federal

Foto: Vertentes Online