Homens são presos desmatando madeira ameaçada de extinção

Na terça-feira, 30/07, atendendo a uma solicitação da segurança patrimonial da Gerdau, policiais militares compareceram ao pé da Serra de Ouro Branco, local em que segundo informações, havia indivíduos desmatando candeias.

Após entrarem cerca de 1.500 metros em área de mata nativa, os militares depararam com 03 indivíduos cortando árvores, sendo que, durante abordagem, um deles conseguiu fugir. Tratam-se, segundo a Polícia Militar, de indivíduos residentes no bairro Nova Serrana, em Ouro Branco, já conhecidos pela prática constante dessa modalidade delituosa.

No local, havia cerca de 200 toras de candeia (Eremanthus Erythropappus), espécie ameaçada de extinção e muito apreciada para confecção de cercas, em virtude de sua durabilidade. Indivíduos presos, a motocicleta por eles utilizada apreendida, e conduzidos para a delegacia em virtude do crime ambiental, resistência e desobediência.

A ocorrência foi encaminhada à Polícia Militar de Meio Ambiente para confecção das multas pertinentes a essa grave infração ambiental. Ressalta-se que tais indivíduos apenas se mantém nessa atividade delituosa, em virtude de fato de que existem pessoas inescrupulosas que compram as toras de candeia para fins diversos. Hoje em dia, há diversos recursos sustentáveis para confecção de cercas, sejam mourões de eucalipto tratado ou mesmo de concreto, que são uma alternativa à madeira nativa.