Ernani de Souza conquista resultado importante na Maratona de Florianópolis

Mais uma grande disputa na temporada 2019, para o atleta lafaietense, Ernani de Souza que no domingo, 25 de agosto participou da Maratona de Florianópolis-SC. O atleta elogiou a organização da prova que segundo ele, propicia a grandes marcas devido ao percurso praticamente plano e clima agradável, na casa dos 15 graus e sem vento.


Com cerca de 10 mil atletas inscritos divididos nas distâncias de 5, 10, 21 e 42 km, as largadas foram escalonadas com a elite feminina e portadores de deficiência saindo às 6h10. Em seguida, a elite masculina bem como o pelotão geral, as distâncias menores largaram 30 minutos depois.

“O dia começava a clarear quando foi dado o tiro de largada, alguns atletas da elite saíram em um ritmo bem mais rápido do que eu pretendia. Fiquei no segundo pelotão que por sinal não corria em bloco e estes atletas seguiam em uma espécie de fila indiana uns bem próximos dos outros. Na altura do km 10 me encontrava na 11º posição geral. Consegui monitorar meu posicionamento devido a prova cruzar algumas vezes em pistas paralelas e também por me posicionar desde o início entre os primeiros. Nesta altura da prova o espaçamento entre os atletas já era maior e fui ganhando posições gradativamente até ocupar a 6ª colocação. Me mantive por ali até cruzar a linha de chegada”, relatou Ernani.

Com esta posição, Erani foi o campeão da categoria 40/44 anos e subiu ao pódio para receber uma premiação. Ele cruzou a linha de chegada em Florianópolis com tempo de 02:35:25″, tempo bem acima de seu recorde pessoal mas que ainda assim o colocou em uma posição privilegiada na disputa.

“Conseguir alcançar grandes marcas e ou tempos baixos vai muito além de estar preparado fisicamente e psicologicamente para esta maratona. Minha estratégia era fazer a primeira metade em um ritmo conservado e acelerar um pouco mais na segunda metade. Porém, isso não foi possível uma vez que depois dos 35 km eu não consegui manter a velocidade e de qualquer forma voltei para casa feliz, pois fiquei entre os melhores (top 10 no geral)”, comentou o atleta.