Advogado lafaietense lança petições públicas solicitando redução nas contas da Copasa e da Cemig

Como o poder público apresenta certa morosidade em alguns aspectos práticos que podem prejudicar milhares de pessoas, tem partido da população ações que podem gerar frutos positivos e evitar que muitas pessoas passem por situações constrangedoras como ter o abastecimento de água e energia cortados, por falta de dinheiro. O advogado lafaietense, Dr. José Luiz Gonçalves da Cruz, acaba de lançar nas redes sociais, uma petição pública, que sugere uma redução nas contas da Copasa e da Cemig.

Dr. José Luiz acredita que muitas famílias irão passar por momentos ainda mais delicado

A preocupação do advogado procede, já que em algumas empresas de Conselheiro Lafaiete, os funcionários foram comunicados que “para não existir demissões, haverá redução salarial”. “Observamos o desespero de pais e mães de família. As contas não vão parar de chegar. Todo mundo sabe que ficar em casa, aumenta as despesas com água, luz, alimentação, entre outros. Portanto, é preciso pensar em atitudes que amenizem o sofrimento das pessoas. O povo mineiro, o lafaietense, em sua grande maioria, gosta e se sente orgulhoso em ser honesto e ter suas contas pagas em dia. Imagina um pai de família que poderá ter sua água e ou energia elétrica cortadas por falta de pagamento. Isto é mais que um baque prático. É emocional. Além disto, é desumano. Pensa: A pessoa recebe um bombardeio de “lave as mãos”. Lavar como? Por isto, estudei e lancei as petições públicas. Não tem ninguém no Brasil hoje capaz de afirmar que este momento tortuoso e turbulento terminará em dias. Precisamos pensar no próximo, no coletivo. Por isto, peço que todos assinem as petições,” ponderou José Luiz.


Para quem quiser assinar a petição da Copasa clique aqui.
Para quem quiser assinar a petição da Cemig clique aqui.

Clique aqui e curta a página do Site Lafaiete Agora no Facebook