Com 785 casos de Covid-19, Congonhas terá que fechar o comércio

Congonhas irá retroceder no plano Minas Consciente. O alto índice de casos de Covid-19 fez com que o Comitê Extraordinário Covid-19 do Governo do Estado determinasse o município para regredisse para a Onda Vermelha.

Com isso, a partir da segunda-feira, 14/09, somente os serviços essenciais estarão permitidos a funcionar. Boa parte do comércio terá que fechar as portas. No boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira, 11/09, aponta que Congonhas chegou a 785 casos de coronavírus.

Foram notificados 8.207 casos prováveis de infecção pelo coronavírus. Esse número se refere às pessoas que procuraram o call center ou os serviços de saúde com sintomas de febre e/ou qualquer sintoma respiratório.

Oito óbitos relacionados a complicações da Covid-19 foram confirmados.

O que pode funcionar na Onda Vermelha:

– Supermercados, padarias, restaurantes, lanchonetes, lojas de conveniência;
– Bares (somente para delivery ou retirada no balcão);
– Açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros;
– Serviços de ambulantes de alimentação;
– Farmácias, drogarias, lojas de cosméticos, lavanderias, pet shop;
– Bancos, casas lotéricas, cooperativas de crédito;
– Vigilância e segurança privada;
– Serviços de reparo e manutenção;
– Lojas de informática e aparelhos de comunicação;
– Hotéis, motéis, campings, alojamentos e pensões;
– Construção civil e obras de infraestrutura;
– Comércio de veículos, peças e acessórios automotores.

Clique aqui e curta a página do Site Lafaiete Agora no Facebook