Comitiva mineira visita cidades gaúchas para conhecer estrutura da Sicredi Integração RS/MG

O Vale do Taquari e a serra gaúcha foram o destino de uma comitiva de 22 pessoas, entre colaboradores e associados da Sicredi Integração RS/MG, que de 09 a 13 de agosto estiveram no Rio Grande do Sul para conhecer a estrutura da instituição e aprender um pouco mais sobre cooperativismo. O grupo composto por empresários dos ramos de transporte, alimentação, turismo e entretenimento dos municípios de Itabirito e Ouro Branco e do distrito de Cachoeira do Campo, visitaram as dependências do Centro Administrativo em Lajeado-RS.

Na cidade gaúcha eles conheceram agências da área de abrangência da cooperativa no sul, além de acompanhar uma explanação sobre o funcionamento da Sicredi Integração e sua atuação junto à comunidade. O roteiro ainda incluiu encontros com colaboradores locais e membros do Conselho de Administração, bem como uma visita de estudos à cidade de Gramado, na serra.

Vice-presidente da cooperativa, Luiz Mario Berbigier (Clarissa Jaeger)

De acordo com o vice-presidente Luiz Mario Berbigier, a iniciativa de levar associados mineiros para o Rio Grande do Sul visa promover a integração entre os dois estados, fortalecendo a cooperativa como uma empresa só. “A ida dos mineiros nos dá uma tranquilidade porque eles passam a acreditar e confiar mais na cooperativa, tornando-se nosso parceiro inclusive na divulgação e incentivo ao desenvolvimento neste Estado”, explicou.

Durante a apresentação feita pelo presidente Adilson Metz, a comitiva pode conhecer com mais detalhes os produtos e serviços oferecidos, os programas sociais desenvolvidos, diferenças entre cooperativas e bancos comerciais, bem como a história, os valores e os números da regional, que em 31 de julho somava mais de 61 mil associados, sendo cerca de cinco mil somente em Minas Gerais. O dirigente também antecipou os planos para os próximos cinco anos, os quais incluem a inauguração em Mariana ainda em outubro deste ano e a construção de um centro administrativo em solo mineiro, o qual será uma minirréplica do prédio de Lajeado. “A cooperativa não é somente operações financeiras. Queremos ajudar a comunidade e mostrar como fazer junto”, destacou Metz.

Presidente Adilson Metz explanou sobre a atuação da Sicredi (Clarissa Jaeger)

Essa relação com os associados foi um dos pontos destacados por Marco Aurélio Xavier Pinto, empresário do setor de turismo/hotelaria de Cachoeira do Campo. Ele descreveu sua surpresa ao conhecer pessoalmente a estrutura do sul, a integração com as comunidades locais e a atenção dada aos colaboradores: “Isso demonstra a preocupação que se tem com todos que interagem de alguma forma com a cooperativa”. Já para Osmar Romes do Carmo, do setor de transporte de Ouro Branco, a experiência agregou ainda mais conhecimento, especialmente sobre o funcionamento, o tamanho e os projetos da instituição. “É uma aprendizagem muito proveitosa”, afirmou.

Também integrando o grupo estavam as contadoras Célia Gonçalves da Silva e Cristiane Alves de Oliveira, ambas de Itabirito. Para a primeira, a visita confirmou a transparência, o acolhimento e a sustentabilidade divulgadas desde a chegada da cooperativa em Minas: “Todo mundo precisa de uma estrutura alicerçada no comprometimento com o outro. A gente sentiu isso desde o início da nossa viagem. Foi uma experiência muito bacana”. Da mesma forma, Cristiane enalteceu as práticas cooperativistas e a postura da equipe de colaboradores e dirigentes. “As pessoas vestem a camisa porque compraram a ideia e visam o crescimento da instituição. Elas já perceberam que todos crescem juntos”, avaliou.

A cooperativa

A Sicredi Integração RS/MG chegou a Minas Gerais em 2019 e já conta com seis agências, sendo elas em Itabirito, Entre Rios de Minas, Conselheiro Lafaiete, Congonhas, Ouro Branco e Cachoeira do Campos. Estas, somadas às dezesseis no Rio Grande do Sul, administram cerca de R$ 3 bilhões de ativos e contabilizam mais de R$ 263 milhões em patrimônio líquido.