Após ficar 27 dias internada, lafaietense vence a Covid-19 e conta emocionante história de superação

Uma história de superação e vitória sobre a Covid-19. Em junho deste ano, Solange Helena Rodrigues costa, 51 anos, moradora do bairro Capela da Paz em Conselheiro Lafaiete foi infectada pelo coronavírus.

Solange venceu a Covid-19.

No dia 19 de junho, com a saturação baixa, ela precisou ser internada. Como não estava respondendo bem a respiração mecânica, Solange foi transferida para um leito de UTI no Hospital e Maternidade São José, mas não estava respondendo ao tratamento. Com isso, foi necessária a entubação.

Dia em que Solange recebeu alta do Hospital e Maternidade São José.

“Fiquei entubada durante 11 dias. Durante esse período minha família e amigos puderam vivenciar meus piores dias. No início não estava respondendo muito bem ao tratamento e as notícias não foram boas por um período, mas Deus estava comigo e sabia o quanto eu queria estar aqui novamente e assim eu comecei a melhorar. Fui extubada e fiquei por mais 9 dias na UTI, totalizando 20 dias para reestabelecer alguns parâmetros”, relatou Solange.

No período em que ficou internada na UTI, Solange só pensava na sua família. “Quanta saudade eu tinha da minha família. Só Deus sabe o quanto eu queria sair da UTI. Então, em um sábado, eles (os médicos) me liberaram e fui para o quarto, onde encontrei minha filha e minha irmã. Quanta saudade que momento emocionante. Pois quem acompanhou sabe que a UTI foi uma fase muito difícil para mim”, comentou.

Assim que foi para quarto, Solange ficou mais sete dias internada. Foram 27 dias de internação e a tão sonhada alta hospitalar veio no dia 16 de julho. “Na saída do hospital me despedi de todos que cuidaram de mim. Com todo carinho e comprometimento. Saindo, me deparei com a minha família fazendo homenagem. Passou um filme na cabeça e fiquei muito emocionada e feliz por todo carinho que a minha família teve comigo”, relatou Solange emocionada.

Solange e o esposo Geraldo.

Após deixar o hospital, a luta ainda não tinha terminado. “Saí do hospital debilitada e tive muitos espasmos musculares, não estava andando e sempre precisando da ajuda das pessoas para se locomover. Fiquei por três meses com acompanhamento em casa de profissionais de fisioterapia, fonoaudiologia, nutricionista e médico. Tudo que passei, superei e estou superando. Tenho que agradecer a Deu, pois Ele é quem está me ajudando. Eu sobrevivi”, disse Solange.

Ao alcançar a vitória sobre a Covid-19, Solange agradece a todos da sua família, os amigos e profissionais de saúde que cuidaram e oraram pela sua recuperação. Solange também recomenda a vacinação contra o coronavírus na qual ela acredita na eficácia.

Solange e sua filha.

“Recomendo a vacinação sim. Infelizmente não tive a oportunidade de tomar a primeira dose antes de ser infectada pela Covid. No mês que eu seria vacinada, fui infectada e acredito que se tivesse tomado a vacina, poderia ter tido efeitos mais leves”, afirmou.

Clique aqui e curta a página do Site Lafaiete Agora no Facebook