Comunidade do Pires comemora chegada das primeiras peças da tão sonhada passarela

Uma das obras mais aguardadas das que foram ou estão sendo feitas pelo atual Governo Municipal é a passarela do pires. Por isso, esta quinta-feira, 12/09, é um dia muito especial. Por volta das 8h30, começaram a chegar ao km 603 da BR-040 as primeiras peças da estrutura metálica para que em breve os dois lados do bairro estejam ligados.

A montagem começa pelos pilares e seguirá pelas chapas do piso, corrimões e escadas. Apesar de não ser uma obrigação do município, o prefeito Zelinho se comprometeu a realizar esta obra em consideração à comunidade e encontrou parceiros para executá-la. A construção da passarela está se tornando uma realidade graças à parceria da Prefeitura Municipal, Ferrous, Ferro+, CSN, Gerdau, VALE, VSB, Ministério Público Federal e Associação dos Moradores do Bairro Pires, está sob responsabilidade da Colem Engenharia, empresa vencedora de processo licitatório.

A base de concreto da passarela havia ficado pronta anteriormente. Ao final da obra, será feita ainda a concretagem das rampas e da laje. Os dois caminhões que trouxeram até Congonhas os pilares da passarela retornarão à Grande Belo Horizonte para buscar outras peças.

Morador do bairro e proprietário de um bar que fica em frente à passarela, Carlos comemora: “A população do Pires sonhava com essa obra. O pessoal daqui e dos Motas atravessam pra trabalhar, também pra ir à igreja, sempre acontece acidente, é um grande perigo. O que mais estávamos precisando era isso, agora estão chegando as peças, graças a Deus. A Prefeitura, empresas, comunidade do Pires e outras pessoas ajudaram pra gente poder contar com a passarela”.

Durante a solenidade de emissão da ordem de serviço para início da obra, realizada no ano passado, o prefeito Zelinho lembrou que quando uma criança foi atropelada na rodovia, há 06 anos, os moradores fizeram uma paralisação que durou mais de um dia e viraram um carro na pista. “Naquele dia, a Polícia Rodoviária Federal e o DNIT me ligaram para eu interceder pela liberação da pista. Naquele momento, ao lado dos meus amigos e parentes do Pires, prometi a eles que, se o órgão federal não fizesse a passarela, nós faríamos. Entrei na justiça contra o DNIT, fomos a Brasília ao lado de vereadores, e não teve jeito. Então me reuni com as empresas mineradoras que nos atenderam. De lá para cá, tivemos vários contratempos, como a necessidade de readequar o projeto, porque a Via 040 iria duplicar deste trecho [o que a atual concessionária não fará mais, porque irá entregar o trecho]. Mas, enfim, vamos cumprir o prometido com os moradores do Pires e região”.

Os engenheiros da equipe técnica da Secretaria de Obras da Prefeitura, Francisco Freitas da Secretaria e Geomara Campos, acompanharam a chegada dos primeiros elementos da estrutura metálica da passarela do Pires.