Apesar da deliberação para avançar no Minas Consciente, cidades da região continuarão adotando a Onda Amarela

A Macrorregião Centro-Sul na qual Conselheiro Lafaiete, Congonhas e Ouro Branco e outros municípios da região fazem parte continuarão na Onda Verde do Minas Consciente, plano elaborado para garantir a retomada gradual e segura da economia nos municípios. O anúncio foi feito durante deliberação do Comitê Extraordinário Covid-19, na quarta-feira (18/11).

A Onda Verde possibilita a abertura de serviços não essenciais com alto risco de contágio, como cinemas e bares com música ao vivo. Apesar da autorização para avançar a Onda Verde, por medida de prevenção, os prefeitos da região tem adotado a Onda Amarela que é mais restritiva.

Na quarta-feira, 18/11, a cidade de Conselheiro Lafaiete registrou 40 casos de Covid-19. O aumento dos casos deixa o sinal de alerta para a região que poderá regredir em novas avaliações do Comitê Extraordinário Covid-19 do Governo do Estado.

Onda Amarela

Nesta fase onde é permitida a abertura de serviços não essências como:

– Bares (consumo no local);

– Autoescolas e cursos de pilotagem;

– Salões de beleza e atividades de estética;

– Comércio de eletrodomésticos e equipamentos de áudio e vídeo;

– Papelarias, lojas de livros, discos e revistas;

– Lojas de roupas, bijuterias, joias, calçados, e artigos de viagem;

– Comércio de itens de cama, mesa e banho;

– Lojas de móveis e lustres;

– Imobiliárias;

– Lojas de departamento e duty free;

– Lojas de brinquedos;

– Academias (com restrições);

– Agências de viagem;

– Clubes.

Clique aqui e curta a página do Site Lafaiete Agora no Facebook