Ex-professor da Faculdade de Direito de Lafaiete e ministro aposentado do STJ, Paulo Medina morre aos 79 anos

Morreu no sábado, 03/04, em Belo Horizonte, o ex-ministro do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), Paulo Medina aos 79 anos, por complicações da Covid-19. Nascido em Rochedo de Minas, formou-se em Direito, em 1965, pela Universidade Federal de Juiz de Fora.

Ingressou na magistratura mineira como juiz de direito substituto, tendo atuado nas comarcas de Ervália, Camanducaia, Santos Dumont, Conselheiro Lafaiete e de Belo Horizonte. Ingressou no Tribunal de Alçada em 1985. Tornou-se desembargador do Tribunal de Justiça de Minas em 1991, e foi Corregedor-Geral de Justiça do Estado de Minas Gerais.

No período de 1993 a 1995 presidiu a Associação dos Magistrados Mineiros. Em seguida, de 1995 a 1997 foi presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros e da Federação Latino-Americana de Magistrados de 1997 a 1999. Foi nomeado, em 2001, ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Paulo Medida também exerceu a função de docente nas faculdades de Direito da Universidade Federal de Juiz de Fora, Barbacena, Conselheiro Lafaiete e na Pontifícia Universidade Católica, todas em Minas Gerais.

O presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, desembargador Gilson Soares Lemes, expressou condolências e desejou conforto à família do jurista Paulo Medina.

Clique aqui e curta a página do Site Lafaiete Agora no Facebook