Com inauguração de memorial, Semana da Inconfidência Mineira é aberta em Lafaiete

A abertura da Semana da Inconfidência aconteceu na segunda-feira, 08/04, na Fazenda Paraopeba, no limite entre Conselheiro Lafaiete e São Brás do Suaçuí. Esse ano a Secretaria Municipal de Cultura antecipou as celebrações por causa da coincidência da data com a Semana Santa.

A Fazenda Paraopeba, um dos cenários da Inconfidência Mineira em solo lafaietense, foi o local escolhido para receber a comemoração. Cumprindo um dos compromissos do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre o município e o Ministério Público na ocasião da conquista da restauração da Fazenda Paraopeba, o prefeito, Mário Marcos (DEM) escolheu essa data para abrir ao público o memorial de referência e informação sobre a Inconfidência Mineira e a Estrada Real.

O memorial foi inaugurado na segunda-feira, com a presença do prefeito, do Promotor de Justiça e Curador do Patrimônio Histórico, Dr. Glauco Peregrino e dos secretários municipais, Moisés Matias (Educação) e Geraldo Lafayette (Cultura) que foi responsável pela organização do evento, além do Tiro de Guerra e militares do 31º BPM, Andarilhos Queluzianos, Guarda Municipal, diretores de escolas e professores.

A Escola Municipal Napoleão Reis fez participação importante com a sua fanfarra e conduzirá outras atividades na Fazenda Paraopeba no decorrer da semana. Até sexta feira, de 9h às 17h, o local continuará sendo comemorado o fato histórico com rodas de conversas com temas relacionados à Inconfidência Mineira no período da manhã e atividades lúdicas e informativas à tarde. Funcionários da Secretaria Municipal de Cultura também estarão apostos para falarem sobre a fazenda, o memorial e a Inconfidência Mineira para todos os interessados que desejarem visitar o espaço histórico.

Fazenda Paraopeba e a Inconfidência Mineira

No século XVIII, foi na fazenda que o advogado e poeta, Inácio José de Alvarenga Peixoto recebia amigos que planejavam se livrar do domínio da coroa portuguesa.

O grupo, composto entre outros pelos também poetas Cláudio Manuel da Costa e Tomás Antônio Gonzaga e pelo alferes Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, encabeçava a Inconfidência Mineira e usou a Fazenda Paraopeba para reuniões.