Julgamento de acusado de matar Tatiane e seu bebê acontece nesta terça em Lafaiete

Será julgado nesta terça-feira, dia 16/04, Caíque Lucas Campos de Miranda, de 25 anos. Ele é acusado de matar sua namorada, Tatiane Kátia Gomes, de 23 anos que estava grávida de 5 meses. O crime ocorreu no dia 08 de junho de 2017, no sítio Amantes, na zona rural de Rio Espera, onde ele morava.

Tatiane foi assassinada em 2017.

Caíque e Tatiane, teriam começado a namorar no início de 2017, tendo ela ficado grávida. Assim, decidiram morar juntos quando o bebê nascesse comunicando aos pais. Todavia, diante da sua crescente insegurança quanto à paternidade, Caíque teria decidido tirar a vida da mãe e da criança.

Caíque a atraiu para sua casa, lugar ermo, onde ela não teria qualquer auxílio. Tatiane foi agredida e sendo ao final dominada por Caíque que a ela se sobrepôs e, com as mãos firmes em seu pescoço, a enganou até a morte”. O júri está marcado para começar às 9h, no fórum de Conselheiro Lafaiete.

Manifesto

Em busca de Justiça para a jovem Tatiane, familiares e amigos deverão fazer uma vigília, silenciosa e pacífica, para reforçar o sentimento de tristeza e pesar pela morte da jovem e de seu bebê. A vigília deverá ser feita do lado de fora do fórum. “Só queremos Justiça. Ninguém neste mundo tem o direito de fazer o que este rapaz fez. Tatiane era uma jovem cheia de planos. Uma trabalhadora. Uma boa filha. Estava feliz pela gravidez. Era honrada. Não podemos e não vamos aceitar que todo o sofrimento que ela passou, durante sua luta pela vida e pela vida da filha dela seja em vão. Queremos Justiça”, conclamaram os familiares para que pessoas de bem também participem deste momento de oração e permanente vigília em nome do bem.

Fonte: Portal Lafaiete