Em segundo turno, Padre João vota contra a Reforma da Previdência

O deputado federal Padre João (PT) voltou a usar as redes sociais para manifestar o seu voto contrário a Reforma da Previdência. Na madrugada desta quarta-feira, 07/08, a  Câmara dos Deputados aprovou em segundo turno o texto base da PEC 6, de 2019 que estabelece a imposição de uma idade mínima para os trabalhadores se aposentarem: 65 anos para homens; e 62 anos para mulheres.

Além disso, o texto propõe regras de transição para quem já está no mercado de trabalho. Foram computados 370 votos a favor, 124 contra e uma abstenção. Os deputados precisam ainda analisar oito destaques que podem suprimir trechos da proposta. Em seguida, a PEC seguirá para apreciação do Senado.

Ao manifestar sobre seu voto, o deputado Padre João afirmou que está ao lado da classe trabalhadora e dos mais pobres do país, em busca da dignidade humana. “Somos contrários a esta reforma; que mais parece um massacre da classe trabalhadora, permitindo que homens e mulheres trabalhem até a morte e não alcancem gratificação justa para desfrutar a velhice com dignidade e com condições de ao menos comprarem seus remédios, já que até isso o governo vem cortando”, frisou o deputado em um post no Facebook. 

Padre João também votou contra a proposta no primeiro turno.