Secretaria de Saúde de Congonhas faz recomendações para prevenção ao sarampo durante o Jubileu

O sarampo é uma doença viral grave, que não possui tratamento e é transmitido por gotículas de saliva, secreções no ar e em objetos que entram em contato com nossas mucosas. Em ambientes fechados e com pouca circulação de ar, a chance de transmissão aumenta.

A única forma garantida de prevenção é por meio da vacina, mas os riscos podem ser reduzidos tomando uma série de cuidados. Por sua alta capacidade de transmissão e contágio e levando em conta o início do Jubileu do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, quando Congonhas recebe grande fluxo de pessoas, a Secretaria de Saúde recomenda:

– Procure a Unidade Básica de Saúde mais próxima e mantenha seu cartão de vacinas em dia, conforme calendário nacional de vacinação;

– Tenha cuidado especial com as crianças ainda não vacinadas contra o sarampo (menores de 1 ano de idade) ou crianças vacinadas a menos de 14 dias, pois a resposta do organismo à doença ainda não é eficiente. Nesse caso, a orientação é não levá-las ao percurso do evento e locais com aglomeração de pessoas, para não haver exposição ao vírus;

– Crianças menores de 1 ano não vacinadas, pessoas imunosuprimidas ou doentes graves não devem ter contato direto com as pessoas que circularam no Jubileu. Elas devem tomar banho e trocar de roupa, pois podem levar contaminantes da rua e colocar em risco a sua saúde;

– Procure sempre lugares mais arejados e evite locais com alto fluxo de pessoas;

– Evite tocar as mucosas nasais e orais com a mão suja e, ao tossir e espirrar, cubra a boca e nariz com a dobra do braço;

– Mantenha distância de outras pessoas ao conversar;

– Se possível, evite ir no percurso do Jubileu em horário de maior fluxo de pessoas;

– Em casos de sintomas, como febre, coriza, tosse seca, irritação e vermelhidão nos olhos e dor de cabeça, associados ao aparecimento de manchas vermelhas pelo corpo, procure imediatamente um serviço de saúde para atendimento.