As criticas a realização do Carnaval em Conselheiro Lafaiete tiveram peso na decisão da Prefeitura Municipal em optar pelo cancelamento da festa. Na segunda-feira, 131/01, o secretário municipal de Cultura, Geraldo Lafayette manifestou que a cidade teria um Carnaval modesto por conta da falta de recursos. Mas após dois dias, a Prefeitura decidiu não realizar a festa.

Cidade ficará sem Carnaval e foliões terão que buscar outras alternativas.

A Secretaria Municipal de Cultura chegou a abrir um chamamento público para a contratação de bandas musicais que se apresentariam no Carnaval, mas no início da noite da quarta-feira, 15/01, a administração municipal, emitiu uma nota comunicando o cancelamento da festa. De acordo coma a Prefeitura o recurso para a realização do Carnaval seria oriundo do Fundo Municipal de Turismo. Sendo assim, o dinheiro que não será usado por conta do cancelamento do Carnaval não pode ser usado em outras áreas como obras, saúde e educação, tendo como destino apenas no setor relacionado ao turismo.

Ainda no documento a administração municipal justifica a inviabilidade financeira para a concretização dos objetivos previstos, considerando que apenas os recursos do Fundo de Turismo não seriam suficientes para a realização do evento. Esta é a segunda vez no governo do prefeito Mário Marcus que a cidade fica sem Carnaval já que no ano passado também não houve a festa organizada pela Prefeitura.

Com relação aos blocos nos bairros, a Prefeitura fará a análise das solicitações para realização das festividades regionais organizados e de responsabilidade de terceiros. Para isso, haverá a publicação de um edital para realização das suas respectivas inscrições que deve sair na próxima semana. Porém, o município não irá passar recurso para os blocos que terão que arcar com as despesas referentes aos eventos carnavalescos nos bairros.

Criticas nas redes sociais

Nas redes sociais, centenas de internautas manifestaram contra a realização do Carnaval com duras críticas e classificando o evento como péssimo, desorganizado e com risco de violência. O Geraldo Lafayette (foto) afirmou que a avalanche de comentários na internet contra o Carnaval foram um dos fatores que levaram o prefeito Mário Marcus a cancelar a festa.

Segundo o secretário, faltou quem gosta de Carnaval e organiza os blocos na cidade a se manifestarem a favor da realização da festa. “Ninguém dos blocos, das entidades carnavalescas, ninguém que gosta lá postar nós queremos o Carnaval. Só tinha comentário desfavorável. Não havendo esse contraponto ficou parecendo que a gente estava fazendo um evento contra a vontade da população só com outros interesses”, comentou Geraldo Lafayette.

Para que a cidade volta de ter tradição no Carnaval, Geraldo Lafayette ressalta que foliões e entidades carnavalescas devem assumir que querem a realização da festa, mas para isso é necessário que haja o planejamento o ano inteiro. “Foi-se o tempo em que os blocos passavam meses preparando seus eventos”, lamentou o secretário.

Clique aqui e curta a página do Site Lafaiete Agora no Facebook