Secretaria de Saúde de Lafaiete detalha plano de vacinação contra Covid-19 e define grupos prioritários

A cidade de Conselheiro Lafaiete já se prepara para a Campanha de Vacinação contra a Covid-19. Em nota divulgada pela Secretaria Municipal Saúde, o município deu detalhes do plano visando a imunização da população.

Foto:
© EUTERS/Dado Ruvic/Direitos Reservados

De acordo com a secretária, as seringas para a vacinação serão distribuídas pela Secretaria de Estado de Saúde. Ainda não está definida qual vacina será disponibilizada e depende do deferimento do registro para uso emergencial junto ao órgão regulador a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Confira na integra a nota da Secretaria Municipal de Saúde:

Nota de esclarecimento Campanha de Vacinação Covid-19

A Prefeitura de Conselheiro Lafaiete, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informa que já elaborou seu Plano de Contingência contendo toda a estratégia para a execução da campanha de vacinação que será realizada juntamente com a Atenção Primária à Saúde que a saber, já se encontra estruturada com câmaras frias para armazenamento dos imunobiológicos de forma adequada, além de computadores e acesso à internet para alimentação dos sistemas de informação do Ministério da Saúde e cadastro da população.

A disponibilização dos insumos que serão utilizados (seringas, agulhas e descarpack) será realizada pela Secretaria de Estado da Saúde – SES/MG, por meio da Superintendência Regional de Saúde – SRS, aos municípios em quantidades proporcionais às doses da vacina distribuídas. No que diz respeito a vacina a ser utilizada nessa campanha aguarda-se o deferimento do registro para uso emergencial junto ao órgão regulador, ANVISA.

Ressalta-se que a vacinação é gratuita e o cronograma seguirá o estabelecido pelo Programa Nacional de Imunizações na seguinte ordem de priorização: preservação do funcionamento dos serviços de saúde, proteção dos indivíduos com maior risco de desenvolvimento de formas graves e óbitos, seguido da preservação do funcionamento dos serviços essenciais e proteção dos indivíduos com maior risco de infecção.

Desta forma foram elencadas as seguintes populações como grupos prioritários para vacinação:

• trabalhadores da área da saúde (incluindo profissionais da saúde, profissionais de apoio, cuidadores de idosos, entre outros);

• pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas;

• população idosa (60 anos ou mais);

• indígena aldeado em terras demarcadas, comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas;

• população em situação de rua;

• morbidades: (Diabetes mellitus; hipertensão arterial grave (difícil controle ou com lesão de órgão alvo); doença pulmonar obstrutiva crônica; doença renal; doenças cardiovasculares e cérebro-vasculares; indivíduos transplantados de órgão sólido; anemia falciforme; câncer; obesidade grau III);

• trabalhadores da educação;

Clique aqui e curta a página do Site Lafaiete Agora no Facebook