Variante do Reino Unido da Covid-19 é detectada em cidade da região

A variante do Reino Unido da Covid-19 foi identificada em amostras de pacientes em Minas Gerais. Um estudo realizado por pesquisadores do Instituto de Ciências Biológicas, junto à Rede Corona-Ômica BR-MCTI, em colaboração o Instituto Hermes Pardini e a Universidade Federal do Rio de Janeiro foi divulgado nesta terça-feira, 22/02.

Foto de capa: Alissa Eckert, MS; Dan Higgins, MAM/CDC/Handout via Reuters

A cepa viral originária do Reino Unido a B.1.1.7, foi identificada em 16 municípios do Brasil, sendo quatro em Minas Gerais. Além de Belo Horizonte, a variante foi detectada em Betim, Araxá e Barbacena. Também foi detectada a variante no Rio de Janeiro (RJ), Campo dos Goytacazes (RJ), Curitiba (PR), Cuiabá (MT), Primavera do Leste (MT), Aracaju (SE), São Paulo (SP), Americana (SP), Santos (SP), Valinhos (SP), São Sebastião do Passé (BA) e Barra do São Francisco (ES).

“Estudos científicos já sugerem que a linhagem B.1.1.7 é mais transmissível e nossas análises mostraram a sua detecção em estados que ainda não tinham essa confirmação”, esclarece o professor Renan Pedra, do Laboratório de Biologia Integrativa do ICB UFMG.

Em nota, a Rede Vírus ressalta a importância da vigilância genômica, que é o processo de acompanhar as variantes virais avaliando sua detecção e dispersão no Brasil, e informa a continuidade nas análises ao longo da pandemia.

Fonte: Rede Vírus

Clique aqui e curta a página do Site Lafaiete Agora no Facebook