Congonhas permanece na Onda Roxa por determinação estadual

A cidade de Congonhas e toda a macrorregião Centro-Sul permanecerão na Onda Roxa, fase mais restritiva do programa Minas Consciente, até o dia 23 de abril. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (15), pelo Comitê Extraordinário Covid-19 – grupo que se reúne semanalmente para avaliar a evolução da pandemia no estado. A decisão publicada hoje consta na Deliberação Nº 151 do comitê.

Segundo o governo do Estado, “o livre exercício de culto religioso é garantido constitucionalmente”, no entanto, devido às restrições por conta da pandemia, será necessário que os espaços restrinjam o número de pessoas, seguindo a metragem de referência da Onda Roxa que é de uma pessoa a cada 10m² e adote medidas de higiene, além do uso obrigatório de máscara.

Confira o que pode e o que não pode funcionar de acordo com a Deliberação Nº 130 Comitê Extraordinário Covid-19 que instituiu o Protocolo da Onda Roxa, com a finalidade de manter a integridade do Sistema Estadual de Saúde em qualquer localidade do Estado de Minas Gerais em que se fizer necessária, e independentemente da adesão do Município ao Plano Minas Consciente: