Em carta, professor Osvaldo diz que CPI dificultará vinda de empresa para assumir transporte público em Lafaiete

Em carta aberta divulgada pelo vereador professor Osvaldo Barbosa (PV) a população de Conselheiro Lafaiete, ele afirma que a instalação da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) pode prejudicar o processo de contratação de uma nova empresa para o transporte público.

Professor Osvaldo justificou a não assinatura do requerimento.

Na noite da quinta-feira, 29/04, o requerimento de autoria do vereador Pedro Américo (PT) que solicita a abertura de CPI para apurar responsabilidades na crise do transporte público, ganhou apoio de outros oito vereadores. Além de Pedrinho, o autor do requerimento, também assinaram o presidente da Câmara, João Paulo Fernandes Resende (DEM), Giuseppe Laporte (MDB), Vado Silva, Darmires Rinarlly (PV), Erivelton Jaime (Patriota), Renato Gonzaga, o “Pelé” (Podemos) e Angelino Cláudio (PP). Não assinaram, professor Osvaldo Barbosa (PV), professor Eustáquio Cândido da Silva (PV), André Menezes (PL), Fernando Bandeira (DEM) e Sandro José (PROS).

O requerimento será protocolado nesta sexta-feira, 30/04. O vereador professor Osvaldo que não assinou o requerimento justificou que sempre tomou suas decisões pensando no melhor para a cidade. Na sua avaliação a CPI não vai resolver o problema do transporte público e dificultará a vinda de uma nova empresa para o município.

Confira a carta na integra:

Carta aberta do vereador professor Oswaldo Barbosa para população de Conselheiro Lafaiete.

Apesar da incompreensão e hostilidade de algumas pessoas, eu gostaria de deixar claro que sempre tomei minhas decisões pensando no melhor para nossa cidade. Nesse momento difícil que estamos atravessando, precisamos ter fé e união.

Eu sugeri aos vereadores a criação de uma Comissão Especial para apuração das ações do Executivo em relação ao Contrato de Concessão do Transporte Público. Infelizmente a CPI – Comissão Parlamentar de Inquérito -, apesar de uma conotação mais forte, não vai resolver o problema.

Pelo contrário, dificilmente uma nova empresa assumirá o transporte em uma cidade onde a Câmara acaba de instaurar uma CPI contra o Executivo. Na próxima semana o Edital Emergencial será publicado, e a CPI pode “desestimular” a participação das empresas interessadas em prestar o serviço.

Meu foco nesse momento é atrair empresas prestadoras de serviços do Transporte Público para Conselheiro Lafaiete, e não dificultar esse processo. Inclusive dentre minhas reivindicações está a contratação dos funcionários da Viação Presidente pela nova empresa. A população pede ajuda e eu vou estar sempre a favor daqueles que realmente precisam.

Todos devem exercer sua cidadania com respeito e sempre em prol do bem comum”.

“Divergência de opinião jamais deve ser motivo para hostilidade” Mahatma Gandhi.

Professor Oswaldo Barbosa- vereador

Clique aqui e curta a página do Site Lafaiete Agora no Facebook