PM esclarece assassinato brutal de taxista e dá detalhes do crime que chocou a região

Em nota enviada à imprensa nesta terça-feira, 02/08, a Polícia Militar deu detalhes do assassinato do taxista de Congonhas, Lúcio Leonardo Ferreira, 55 anos. O corpo de dele foi encontrado no domingo, 31/07, por populares, às margens de uma estrada na localidade rural de Barra Nova em Belo Vale.

Taxista foi brutalmente assassinado.

A perícia técnica constatou três perfurações provenientes de faca sendo uma nas costas, outra na clavícula e uma terceira na cabeça, próximo a orelha. Também foi constatado que a vítima estava sem o olho esquerdo. Às 18h30 da segunda-feira, 01/08, em continuidade às diligências referente ao latrocínio (roubo seguido de morte), a Polícia Militar conseguiu chegar à identificação e localização dos autores, tratando-se de um casal residente no bairro Santo Antônio, na cidade de Belo Vale.

Diante das informações, a polícia se deslocou ao endereço e durante campana, visualizou a suspeita de 22 anos, saindo ao lado de fora do imóvel, sendo procedida a sua abordagem. Questionada, ela relatou que na data dos fatos, estava na cidade de Congonhas acompanhada de seu amásio de 17 anos e que ele relatou para ambos se deslocarem até a cidade de Belo Vale em um táxi, sendo que ao chegarem no destino, matariam o motorista e roubariam o carro.

Dessa forma, eles solicitaram a corrida. Ainda segundo a polícia, a mulher informou que logo ao chegaram à localidade de Goiabeiras, em Belo Vale, seu amásio pediu ao taxista que parasse para poder urinar, tendo repassado um canivete para ela.

Material apreendido pela Polícia Militar. Foto: Divulgação PM.

No momento que o menor desceu do veículo, ela desferiu uma facada no pescoço do motorista, e o autor aproximou-se e retirou a faca de sua mão. Em seguida, ela relatou que o motorista foi retirado do veículo e a partir de então não soube mais o que ocorreu. 

Durante diligência, o menor foi localizado no centro da cidade, onde foi abordado e ao ser questionado, confirmou os relatos da amásia. Ele acrescentou que ao retirar a faca da mão dela, desferiu mais duas facadas na vítima, deixando o corpo no local. Em seguida, dispensou a faca no mato.  Na sequência, saiu com o veículo em sentido ao bairro São Francisco, juntamente com a mulher. Eles recolheram o dinheiro da vítima e colocou os documentos dentro do porta malas, alugou uma garagem próxima a residência deles onde estacionou o veículo.

Na residência dos autores foram localizados a chave do veículo, o qual seguiu apreendido, e a quantia de R$1.017 (mil e dezessete reais). Diante o exposto, os autores foram presos e encaminhados à Delegacia de Polícia para demais providências cabíveis, sendo o menor acompanhado de sua mãe.

PUBLICIDADE