Neuza Mapa se desliga do PT de Lafaiete e assume presidência do PDT

O PT de Conselheiro Lafaiete sofreu uma baixa importante na última semana. De forma surpreendente, a ex-candidata a deputada estadual, Neuza Mapa se desligou do partido e assumiu a presidência  do PDT no município.

Em entrevista ao site de notícias Lafaiete Agora, Neuza Mapa afirmou que o Partido dos Trabalhadores perdeu força nas últimas eleições em decorrência das denúncias dos escândalos de corrupção. Sinalizando descontentamento com a legenda, a ex-candidata criticou a forma que o PT distribuiu o fundo partidário para os candidatos. “Candidatos sem expressão política e que entraram apenas para compor a chapa receberam mais recursos. Enquanto eu estava lutando pelo grupo alcançando votos, outros simplesmente estavam lá para colocar o nome”, disse Neuza Mapa.

A ex-candidata afirmou ainda que foi prejudicada por companheiros dentro do próprio partido e acredita que perdeu muitos votos só pelo fato de estar no PT.“ Não havia nada que desabonasse a minha conduta, mas o fato de ser candidata do PT me tirou muitos votos”, afirmou a ex-candidata.

Já pensando nas eleições municipais de 2020, Neuza Mapa recebeu o convite da executiva estadual do PDT para assumir a presidência do partido em Conselheiro Lafaiete. Segundo ela, a meta é reforçar a legenda para a disputa das eleições municipais com candidatura própria a prefeitura e para a Câmara Municipal. “Já estamos buscando novos filiados para o PDT e fortalecer o grupo para a eleição do ano que vem”, comentou.

O ex-candidato a deputado estadual, Flávio Garcia assumiu a vice-presidência do PDT.