Glaycon Franco é um dos autores do projeto de lei que homenageia vítimas de Brumadinho

Após um ano da tragédia ocorrida em Brumadinho, com o rompimento da barragem de rejeitos de minério da Vale, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), votou em Plenário, recentemente, o Projeto de Lei nº 1417/20, que Institui o Dia de Luto em Memória das Vítimas do Rompimento da Barragem I da Mina do Córrego do Feijão. O PL foi aprovado em turno único por unanimidade pelo plenário da Assembleia e, agora, está em fase de redação final, seguindo para sanção do governador.

Tragédia em Brumadinho já passa de um ano. Foto: Corpo de Bombeiros

Outro projeto aprovado em primeiro turno no plenário casa foi o PL 1418/20 que tem, como finalidade, homenagear todas as vítimas, nas obras do Estado construídas com recursos obtidos a título de reparação dos danos ambientais causados pelo rompimento da Barragem B1 da Mina Córrego do Feijão. O rompimento, ocorrido em 25 de janeiro de 2019, resultou em 260 vítimas fatais, sendo que 10 estão desaparecidas.

O propósito deste Projeto de Lei é que o Estado e a sociedade mineira prestem reverência às vítimas deste desastre e se lembrem da data com o devido respeito aos afetados. Segue para finalizações nas comissões da Casa e retorna ao Plenário para votação em segundo turno.

Uma das disposições do projeto de lei é que as bandeiras das repartições públicas do estado de Minas Gerais sejam hasteadas a meio mastro, guardando-se um minuto de silêncio em todos os eventos oficiais. O deputado Glaycon Franco (PV), desde o início preocupado com a tragédia, integrou a CPI – Comissão Parlamentar de Inquérito – que cuidou do trágico evento, investigando os fatos e relatando o ocorrido com riqueza de detalhes, pedindo o indiciamento de 11 diretores e funcionários da VALE, além de 2 auditores da empresa Tüv Süd.

Completado um ano da tragédia, as famílias das vítimas homenagearam a CPI, ofertando uma placa de agradecimento pelo apoio recebido, que foi entregue em reunião especial realizada na manhã do dia 6 p.p. Glaycon Franco não mede esforços para que as vítimas sejam devidamente reconhecidas e que justiça seja feita, com toda forma de reparação possível. Segundo o parlamentar, toda a população mineira é vítima deste acontecimento, sendo urgente o compromisso de prestar solidariedade à nossa comunidade.

Clique aqui e curta a página do Site Lafaiete Agora no Facebook