Santa Quitéria recebe estádio esportivo todo requalificado

A bola voltou a rolar no Estádio Municipal José Andrade, em Santa Quitéria, em Congonhas. Com novos vestiários, alambrados e equipamentos esportivos, além de uma bela iluminação em LED, o espaço foi entregue todo requalificado à comunidade no domingo, 25/08, reunindo moradores e atletas. Esse é mais um dos investimentos realizados no bairro, que receberá, em breve, uma nova Unidade Básica de Saúde (UBS) e um playground. O Governo Municipal também pavimentou a estrada que liga a localidade a Congonhas e inaugurou o Ginásio Poliesportivo Claudionor Soares.

Participaram da solenidade o prefeito Zelinho; os vereadores Hemerson Ronan Inácio, Edonias de Almeida (Galileu) e Nilton da Cruz Ramalho; o secretário de Esporte e Lazer José Lúcio de Castro; a secretária de Obras Rosemary Aparecida Benedito; o presidente e a vice-presidente da Associação dos Moradores de Santa Quitéria, Helton Antônio Reis Xavier e Aline Soares Marcos; o filho do homenageado Nivaldo Brás de Andrade; a presidente do time do Paraopeba, Maria Aparecida Duarte.

Os ministros da eucaristia Maria Quitéria de Paula Alves e Luiz Flavio do Nascimento e o pastor Gilvane Justino de Assis fizeram uma bênção ecumênica. Moradores de Santa Quitéria, o Guarda Municipal e cantor Gilberto Oliveira e a cantora Tatiane Soares interpretaram os hinos Nacional e de Congonhas.

Partidas entre times congonhenses estrearam o campo em grande estilo. Além do Paraopeba, time de Santa Quitéria, passaram por lá equipes do Pires, do Astra Mackenzie e da Estrela Azul. Para a presidente do time da localidade, Maria Aparecida, o novo campo vai contribuir para o desempenho do time. “Daqui para frente é só alegria. O time não treinava aqui porque era muito abandonado. Agora o time pode treinar. Dá para jogar à noite. Entrávamos no campeonato amador e tínhamos que ir a Congonhas. Agora nosso mando de campo pode ser aqui”, observou.

Carregando o Paraopeba como time do coração, o morador antigo de Santa Quitéria, Antônio de Paula, ficou satisfeito. “Para nós é um prazer ter esse campo. Sem o futebol não teríamos um campo como este. É importante para nós”, disse.

A paixão pelo time local também foi destacada pelo presidente da Associação dos Moradores de Santa Quitéria, Helton Antônio Reis Xavier: “Todo mundo de Santa Quitéria tem uma história com esse campo. O Paraopeba é um time do coração. Ficamos muito felizes com essa inauguração. Cada domingo, cada jogo estaremos aqui aplaudindo nosso Paraopeba”. Já a vice-presidente Aline Soares, agradeceu todos os investimentos feitos no bairro.

O prefeito Zelinho destacou as melhorias significativas que o Governo Municipal fez para Santa Quitéria. “Quantas obras importantes nosso governo fez em santa Quitéria! A principal, sem dúvida, foi o asfalto que chegou aqui. Há muitos anos vocês reivindicavam essa obra, que está alavancando Santa Quitéria. Fizemos esse belo vestiário, colocamos alambrado e iluminação no Estádio. Santa Quitéria recebeu também um Ginásio Poliesportivo. Vamos inaugurar a UBS e estamos fazendo o playground. Também asfaltamos as ruas. Aqui em Santa Quitéria nós atendemos todas as reivindicações. Parabéns Santa Quitéria pela conquista de vocês”, lembrou.

Para o secretário de Esporte e Lazer, José Lúcio de Castro, o esporte é uma ferramenta poderosa e, antes de tudo, um investimento na saúde preventiva. “É muito importante um equipamento esportivo como este. Aqui tem um time competitivo que disputa o campeonato amador da cidade. Falar de esporte é falar de lazer, interação, saúde”, completou.

Homenagem

O Estádio Municipal José Andrade homenageia este antigo morador, que tinha o costume de ficar sentado em uma cadeira ao lado do campo, assistindo aos jogos do Paraopeba com um radinho de pilha na mão. Dedicava-se, nas horas vagas, à sua paixão, o futebol. Foi jogador do Paraopeba e, anos depois, trabalhou como zelador do campo. Sempre cuidava para manter vivo o espírito esportivo em sua comunidade. O Sr. José se preocupava em manter a marcação do gramado como também em fortalecer o time. Faleceu em 8 de setembro de 1997, com 79 anos. “Tenho 63 anos e pisei nesse gramado há 30. Muito obrigado pelo que foi feito e espero que continue fazendo”, disse o filho do homenageado, Nivaldo Brás de Andrade.